Sexta-feira, 22 de Julho de 2005

O QUINTAL DO ZÉ TUGA

Está provado que os atentados de Londres foram perpetrados por extremistas islâmicos aparentemente integrados na sociedade britânica, um deles até era professor, amado pelas crianças e admirado pelos pais. Os explosivos eram fabricados paredes-meias com as casas dos vizinhos britânicos que nunca desconfiaram daqueles cidadãos de aspecto pacífico e educado, nascidos em solo inglês. Cruzavam-se com eles todos os dias e conhecendo-se a proverbial educação inglesa, não faltariam os "good morning sir ", " good afternoon sir, " how are you sir? ". Tinham ali mesmo ao lado o ovo da serpente e nunca desconfiaram de nada. Foi uma desatenção imperdoável que viria a tornar-se fatal. O que acabo de dizer não é novidade para ninguém, mas o que se segue pode explicar muita coisa sobre a falta de perspicácia daqueles vizinhos que tinham obrigação de estarem mais atentos, dadas as circunstâncias e os alertas há muito difundidos. Não havia desculpa, mas depois de muito matutar fez-se luz no meu espírito - a culpa só podia ser do Zé Tuga que emigrou da sua aldeia em Portugal em busca de melhor vida em terras inglesas. Passou por várias vicissitudes até que a vida melhorou e o nosso amigo acabou por alugar uma casita nos subúrbios de Londres, com um pedacinho de terra nas traseiras. Arranjou ferramentas e nos tempos livres começou a tratar do quintal. Enquanto os vizinhos ingleses tratavam do seu jardim ornamentado com petúnias, gerbérias e gardénias, o Zé Tuga martelava pedaços de madeira e ligava tiras de rede até que orgulhosamente conseguiu erguer a inevitável capoeira para acolher os galináceos porque não é pelo facto de se estar em terra de "bifes" que se vai abdicar do franguinho caseiro. Nos canteiros, em vez das petúnias, gerbérias e gardénias, o Zé Tuga fez germinar viçosas alfaces e robustas couves de pé alto. Os vizinhos torceram o nariz ao quintal do Zé Tuga. Estragava a paisagem e, se as alfaces e as couves não eram bem-vindas, a capoeira então, era demais e, ainda por cima, aquele galo que se fazia ouvir todos os dias de madrugada! Até que um dia, surpresa das surpresas, o malfadado galo deixou de cantar. O casal Smith ( em Inglaterra há sempre um casal Smith por perto ) reforçou a sua vigilância sobre o quintal do Zé Tuga até que descobriu, com horror, que ele degolava os galináceos, deixando à "patroa" a incumbência de os depenar vigorosamente dentro de um alguidar cheio de água a ferver. Era demais. O casal Smith não podia tolerar que o seu harmonioso jardinzinho de petúnias, gerbérias e gardénias fosse conspurcado por aqueles odores a sangue e penas chamuscadas que vinham do outro lado da cerca. Deu parte à polícia e o Zé Tuga passou um dia na esquadra onde lhe foi explicado que em terras de Sua Majestade não era permitido degolar animais no quintal e se queria comer frango, teria de o comprar no super-mercado já morto e depenado. Para poder voltar a casa, o nosso amigo Zé disse que sim a tudo, mas no seu íntimo já engendrara uma forma de contornar aquela lei absurda - se não podia degolar os galináceos no quintal, iria fazê-lo dentro de casa, longe dos olhares intrometidos dos vizinhos. E assim passou a ser. O casal Smith continuou de olho à espreita, mas em vão porque no quintal do Zé Tuga nem uma pena se conseguia avistar mais. Os vizinhos desinteressaram-se do assunto e, embora continuassem a olhar sobranceiramente para as alfaces e as couves, deixaram em paz o quintal bem amanhadinho do nosso Zé. Mas era tarde demais porque, entretanto, haviam descurado os vizinhos do outro lado, os tais que pareciam muito integrados no " british way of life ", que não tinham couves nem galináceos no quintal, mas que sub-repticiamente iam carregando os materiais explosivos para dentro de casa. E foi assim, ingénua e involuntáriamente, ao desviar para si as atenções do casal Smith, que o singelo quintal do Zé Tuga acabou por contribuir para os atentados de Londres.

PS. Não acreditem em nada do que eu escrevi porque, à excepção dos atentados, é tudo mentira.
publicado por mmfmatos às 18:32
link do post | comentar | favorito
|

.Leva-me contigo que eu trato-te da saúde

">

.posts recentes

. QUEM DISSE QUE O OUTONO E...

. SÃO ROSAS SENHOR

. É MESMO UM TRONCO DE ÁRVO...

. AS APARÊNCIAS ILUDEM

. QUE NUVEM!

. ECLIPSE DA LUA

. ECLIPSE DA LUA - HOJE

. HÁ MAR E MAR, HÁ IR E VOL...

. VISITA AO OCEANÁRIO

. AINDA A TLEBS

.arquivos

. Novembro 2008

. Fevereiro 2008

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005