Quarta-feira, 30 de Novembro de 2005

RANHADOS EM PÉ DE GUERRA

Afinal a televisão sempre nos transmite alguns conhecimentos. Se assim não fosse, eu não saberia agora que existe em Portugal uma terra chamada Ranhados algures perto de Mêda. Ora a população dessa terra com o incrível nome de Ranhados, levantou-se em peso e sequestrou o padre que ficou preso na sacristia, bem guardado pelos seus paroquianos, revoltados com a decisão do Bispo de Lamego que havia ordenado a transferência do padre para outra paróquia. Irados com a situação, os ranhadenses (talvez seja este o nome dos habitantes de Ranhados, se não for também não faz mal) juraram a pés juntos que o seu adorado pároco não sairia dali enquanto o Bispo não alterasse a decisão que tomara porque diziam eles: "O Sr. padre não sei quantos (não fixei o nome) não sai daqui, ele é nosso, nós gostamos muito dele e não queremos cá outro". Fiquei estupefacta e perplexa. Então aquela boa gente faz um levantamento popular porque alguém decidiu mudar o padre quando o que deveriam exigir urgentemente era a mudança do nome da terra! Isso sim, era inadiável e imprescindível. Ninguém com um mínimo de bom senso se pode sentir confortável numa terra chamada Ranhados. Deixo aqui o meu apelo - Sr. Primeiro Ministro já que está em maré de mudanças para nos aproximar dos outros países europeus, acrescente mais uma página ao tal plano tecnológico de 400 páginas (uma a mais não faz grande diferença) e mude o nome da terra. Pode parecer um pormenor sem importância, mas não é. Como é possível que uma terra chamada Ranhados possa alguma vez dar o salto para a modernidade? Talvez os ranhadenses não aceitem de bom grado esta mudança quando, ainda por cima, estão tão revoltados com a mudança do padre, mas o Sr. Primeiro Ministro, com a fogosidade a que nos tem habituado, saberá explicar-lhes que será mais um sacrifício em prol do choque tecnológico.



Não sei se o plano arranca ou não arranca, nós cá estaremos para ver, mas entretanto, peço-lhe encarecidamente - mude o nome à terra
publicado por mmfmatos às 02:54
link do post | comentar | favorito
|
9 comentários:
De Anónimo a 5 de Dezembro de 2005 às 14:19
Pelos vistos foi muito divertida a peripécia passada com o padre Luís António na tal terra chamada de Ranhados que, para quem não souber, já foi Vila e talvez pelo "nome", que parece tão depreciativo, passou a aldeia com pouco mais de trezentos habitantes. Que eu saiba, há em Portugal 4 aldeias chamadas Ranhados e curiosamente ficam todas distantes da estrada 1 Km. Se os meus amigos comentadores deste Blog não sabem há uma outra aldeia chamada Colo de Pito, algures entre Lamego e Castro d'Aire. Que raio de nome, dirão... augusto
(http://bicodepena.blogs.sapo.pt)
(mailto:brilhanteribeiro@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Dezembro de 2005 às 22:20
Acho bem! Se quiseres fazer um abaixo assinado, eu alinho... :)) beijoslique
(http://mulher50a60.weblog.com.pt)
(mailto:alice.semaravilhas@gmail.com)


De Anónimo a 1 de Dezembro de 2005 às 00:27
Bem pertinho de Sintra existe "Ranholas". Provavelmente têm a mesma origem: ranho eh eh eh.
E quem é que pode afirmar que os Árabes vivem ainda na idade média? Em Ranhados só falta porem-se de cu para o ar (se calhar já se põem eh eh eh).
José S.
(http://ruadobeco.blogs.sapo.pt)
(mailto:jgjs2@sapo.pt)


De Anónimo a 30 de Novembro de 2005 às 23:32
Claro que o bispo de Lamego transferiu mesmo o padre não sei quantos e os ranhadenses um pouco "arranhados" ainda foram dizendo que ele era tão boa pessoa tão boa pessoa que só queriam o seu bem...só fazia o bem não olhava a quem como no provérbio... Choque Tecnológico??? ahahahah! AbraçoMaria Papoila
(http://apapoila.blogs.sapo.pt)
(mailto:msantosilva@sapo.pt)


De Anónimo a 30 de Novembro de 2005 às 22:42
Aveloso

Barreira

Carvalhal

Casteição

Coriscada

Fontelonga

Longroiva

Marialva

Mêda

Outeiro de Gatos

Paipenela

Poço do Canto

Prova

Rabaçal

Ranhados

Valflor

Depois disto, porque é que os Ranhadenses hão-de mudar? Antes de Ranhados do que de Paipenela ou de Longroiva, Rôda-se!!! Ah! e quanto ao padre, talvez ele também seja um benzedor como o Padre Chorra!... ehe,ehe,ehe...CASTOR
(http://diquedocastor.blogs.sapo.pt)
(mailto:diquedocastor@sapo.pt)


De Anónimo a 30 de Novembro de 2005 às 21:55
Ora nem é muito mal o nome se fosse Ranhocas era muito pior, ou outros nomes, que sei que certas terras tem e que nem me atrevo a dize-los, pertencentes a partes intimas de se descreverem.....por essa forma.Bem adiante viu a foto do telescópio ou não reparou mais a baixo?
beijinho
Aldoraaldora
(http://gatinhosvoadores.blogspot.com)
(mailto:aldoramira@sapo.pt)


De Anónimo a 30 de Novembro de 2005 às 21:14
"Ranhados???????" Puxa, tens toda a razão. As gentes desta terra deveriam era preocupar-se em mudar-lhe o nome ou em abandoná-la. Bem faz o padre...Mocho
(http://barrocodomocho.blogs.sapo.pt)
(mailto:mvilamoura@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Julho de 2009 às 12:09
Este post nao é nada interessante, nao tem nada de jeito . Pior que o post so mesmo os commentarions das pessoas que nao teem respeito pelos habitantes e pela terra .

@autor , deverias ter mais createvidade nos teus posts , ou pelo menos tentar ser completo, e nao andar copier estupidamente o que vez na tv durante o jantar..

Amicalmente


De mmfmatos a 1 de Agosto de 2009 às 16:52
O autor deste comentário não tem qualquer sentido de humor e, antes de fazer comentários, deveria primeiro aprender português porque com tantos erros de ortografia, era preferível que deixasse a escrita para quem o sabe fazer.


Comentar post

.Leva-me contigo que eu trato-te da saúde

">

.posts recentes

. QUEM DISSE QUE O OUTONO E...

. SÃO ROSAS SENHOR

. É MESMO UM TRONCO DE ÁRVO...

. AS APARÊNCIAS ILUDEM

. QUE NUVEM!

. ECLIPSE DA LUA

. ECLIPSE DA LUA - HOJE

. HÁ MAR E MAR, HÁ IR E VOL...

. VISITA AO OCEANÁRIO

. AINDA A TLEBS

.arquivos

. Novembro 2008

. Fevereiro 2008

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005