Quinta-feira, 10 de Novembro de 2005

A FRANÇA EM CHAMAS


Ao longo destes dias temos assistido a foruns e debates em que, do alto da sua cátedra, cada um se arma em grande conhecedor do fenómeno quando, no fundo, ninguém conhece as motivações nem quem estará por trás dos actos de puro vandalismo e de uma violência inaceitável. Resumindo tudo o que se tem ouvido, acabam todos por dizer o mesmo: "São jovens desenraizados, vítimas da exclusão social que resolveram gritar a sua raiva e demonstrar a sua revolta perante o país onde nasceram e onde não se sentem integrados ". Isto é o que todos dizem, fazendo eco, certamente, daquilo que já leram e ouviram na impensa e nos canais televisivos de outros países.



Todos são unânimes em dizer que a França falhou no seu modelo de integração. Uns alvitram que o modelo inglês é o melhor, outros elogiam o modelo americano, mas uma coisa é certa, as bombas vão rebentando por todo o lado e eu pergunto: "Será que os bombistas, os incendiários e quem os manipula estão realmente interessados em qualquer tipo de integração?". Não me parece. Há ainda aqueles que clamam ingenuamente:" É preciso dialogar, não se responde à violência com mais violência". Até certo ponto, a ideia até é bonita, utópica, mas bonita, mas aqui põe-se outra questão DIALOGAR COM QUEM?
publicado por mmfmatos às 19:03
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De Anónimo a 26 de Novembro de 2005 às 02:06
À parte o dialogar que é bonito há sempre uma outra solução... não se sentem integrados, acham-se descriminados?... Voltem para a terra de origem e não estraguem a terra dos outros... Bom Fim de Semana!animaleja
(http://animaleja.blogs.sapo.pt)
(mailto:animaleja@sapo.pt)


De Anónimo a 19 de Novembro de 2005 às 03:27
O dinheiro do amuleto já cá chegou. E o amuleto...já chegou a ti? Agora, estou numa de "controlo", ehe, ehe, ehe...Bom fim de semana.Castor
(http://diquedocastor.blogs.sapo.pt)
(mailto:diquedocastor@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Novembro de 2005 às 14:42
Olá ao ler o teu texto lembrei-me também de falar do tema visto por mim e acho que tu tens razão numa coisa que não foco no meu texto é que podem estar por tras na realidade outros interesses.
Gosto muito sempre de vir aqui de seguida assim que possa vou até ao Telescópio.
Bom resto de semana
Beijinhos
Aldora
aldora
(http://gatinhosvoadores.blogspot.com)
(mailto:aldoramira@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Novembro de 2005 às 00:39
Olha, nem sei o que te diga: Ponto 1: a tolerância é a condição necessária para o progresso e bem estar social das sociedade. Ponto 2: A hostilidade e o fanatismo, a destruição e as reivindicações vem muitas vezes sob a forma de exclusão e marginalização, fomentada por grupos marginais e selvagens. Ponto 3: Não estou de acordo com a destruição "fisica" ou a "guerra urbana" que temos vindo a asssitir, como forma de castigar "palavras". O que o 1º ministro francês disse seria o suficiente (creio eu) para o colocar fora do poder. Mas a sua atitude ou o seu comportamento, como é óbvio, não vem desculpabilizar em nada o que se tem visto na TV; Mas isso sou eu a falar que tb não vejo notícias...Mocho
(http://barrocodomocho.blogs.sapo.pt)
(mailto:mvilamoura@sapo.pt)


De Anónimo a 15 de Novembro de 2005 às 00:42
I think that they must "dial Ogar Co M'Kem"... e rezar... a seguinte ladaínha: Dictum altare est in capella testudinata tota decenter
picta et in ea adest quedam fenestrella cum feriata
et stamenia de papiro, ad dictam capellam ascendit’
per gradum /AMEN
CASTOR
(http://diquedocastor.blogs.sapo.pt)
(mailto:diquedocastor@sapo.pt)


De Anónimo a 13 de Novembro de 2005 às 22:47
Pois é,dialogar é bonito,mas realmente com quem? e estão interessados?
Há grandes interesses por trás disso tudo.
Como sempre são os inocentes que pagam.
Bjoskaldinhas
(http://kaldinhas1.blogs.sapo.pt/)
(mailto:kaldinhas@sapo.pt)


De Anónimo a 13 de Novembro de 2005 às 15:32
O que se está a passar em França, também é algo que me preocupa um bocado, pois tenho lá familia também e num dos pontos que já foi atingida e marginalizada. Felizmente não se passou nada de grave, mas acho que o governo francês está a reagir muito mal contra os emigrantes daquele país. Enfim, esperemos que os animos se acalmem, senão vai haver muitas desgraças, não só naquele país como em outros países. Bom, deixo-te com um grande beijinho e com muitos Sonhos Encantados.Fallen Angel
(http://sonhosencantados.blogs.sapo.pt)
(mailto:mac_marisa@yahoo.com.br)


De Anónimo a 13 de Novembro de 2005 às 14:35
Não é possivel dialogar com ladrões, assassinos ou terroristas. Com esta escumalha, o termo foi muitissimo bem empregue pelo ministro francês, apenas há que exercer a autoridade democrática do Estado. É para isso que os politicos, pagos pelos impostos dos cidadãos honestos, servem.kruzeskanhoto
(http://kruzeskanhoto.blogs.sapo.pt)
(mailto:kk@sapo.pt)


De Anónimo a 13 de Novembro de 2005 às 10:04
Lamentavelmente as coisas acontecem e quase sempre são os MENOS culpados que são atingidos com a MAIOR porção. Há muitos culpados no que está a acontecer.....muitos mesmos, mais do que se possa imaginar! Obrigada pela visita. Bjsdocerebelde
(http://docerebelde.blogs.sapo.pt)
(mailto:Docerebelde59@hotmail.com)


De Anónimo a 11 de Novembro de 2005 às 01:27
Tenho visto e lido muita gente, que considero de uma honestidade incontestável, que me parece “hipnotizada” pelas ideias hipócritas que a toda a hora lhes (nos) impingem. A verdade, a meu ver, é que os políticos estão tão vendidos aos interesses económicos que já não têm mais poder de decisão. Os políticos já não governam, limitam-se a seguir o rumo da corrente e a preparar eleições.
Ainda ontem um “palerma” português, autarca numa das cidades “queimadas”, punha água na fervura dizendo que não há nada de anormal, visto arderem trinta mil carros por ano, em França. O que o jornalista se esqueceu foi de confrontar a “besta” com a realidade, porque a uma média de mil carros por dia (que é o que se tem verificado), este ano arderiam trezentos e sessenta mil carros (dez vezes mais que o habitual). Mas como ninguém o “encostou” à parede, a mentira dele, ouvida por milhões de “pategos” que acreditam (ou não entendem) em tudo o que os políticos dizem, passou a ser uma grande verdade.
E assim andamos todos convencidos que os “rapazinhos” tem razão, até que nos toque a nós. Quando virmos os nossos carros a arder, então, talvez já seja tarde.
São barbaridades destas que dão motivos aos ditadores para se imporem. Nas próximas eleições em França o le Pene vai subir mais uns degraus.
Mas eu nem vejo notícias eh eh eh.
José S.
(http://ruadobeco.blogs.sapo.pt)
(mailto:jgjs2@sapo.pt)


Comentar post

.Leva-me contigo que eu trato-te da saúde

">

.posts recentes

. QUEM DISSE QUE O OUTONO E...

. SÃO ROSAS SENHOR

. É MESMO UM TRONCO DE ÁRVO...

. AS APARÊNCIAS ILUDEM

. QUE NUVEM!

. ECLIPSE DA LUA

. ECLIPSE DA LUA - HOJE

. HÁ MAR E MAR, HÁ IR E VOL...

. VISITA AO OCEANÁRIO

. AINDA A TLEBS

.arquivos

. Novembro 2008

. Fevereiro 2008

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005